O Movimento Psicanálise, Autismo e Saúde Pública (MPASP) reúne hoje profissionais de diferentes áreas da saúde e da educação que, orientados pela ética da Psicanálise, trabalham no campo da saúde mental em instituições clínicas e acadêmicas nas redes pública e privada, em todo o país.

O Movimento começou sua articulação no final de 2012 como resposta a diversas tentativas que visavam excluir as práticas psicanalíticas de políticas públicas para o atendimento da pessoa com autismo.

O valor do conhecimento da Psicanálise e seus efeitos no tratamento do autismo são comprovados por inúmeras publicações que estão sendo realizadas há mais de 70 anos. A Psicanálise tem trazido contribuições para o tratamento do autismo na esfera pública e privada, em instituições de atendimento e de formação, na saúde, na educação e nas interfaces com outras áreas.

O MPASP pretende qualificar o debate nos campos científico e político, tornando transmissíveis ao público os efeitos da práxis psicanalítica e dando o testemunho do seu saber-fazer.

O que defendemos

O desenvolvimento de políticas públicas que questionem a patologização da condição humana e a medicalização do sofrimento psíquico, especialmente na infância. A partir desses princípios, o MPASP se alinha às diretrizes que fundamentam o Sistema Único de Saúde (SUS) e apoia práticas que sustentem sua implementação.

Por isso defende também:

  • A ampliação da rede pública de serviços de saúde que contemplem os cuidados em saúde mental infantil;
  • O investimento em formação e capacitação dos profissionais da rede pública de saúde, educação, assistência social, justiça e cultura;
  • A implementação da Linha de Cuidado para a Atenção das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista e suas Famílias na Rede de Atenção Psicossocial do Sistema Único de Saúde/SUS – Ministério da Saúde;
  • O tratamento da pessoa com autismo e de sua família por meio de um trabalho interdisciplinar, intersetorial, territorial e em rede;
  • A pluralidade de métodos e abordagens de tratamento para pessoas com autismo e suas famílias;
  • A detecção e intervenção precoces diante de sinais de risco para o desenvolvimento infantil.
Anúncios

3 comentários sobre “Quem somos

  1. Gostaria de dar o meu breve testemunho sobre a importância da Psicanálise no tratamento do Autismo. Meu filho Bernardo foi diagnosticado com Autismo quando tinha apenas um ano e onze meses por uma equipe multidisciplinar de Porto Alegre. Como morávamos no RJ, decidimos nos mudar – eu e meus filhos – para aquela cidade para iniciar o tratamento psicanalítico. Foram sete anos de análise, com muitos altos e baixos, mas também com mudanças definitivas. Hoje, com quinze anos, posso dizer que meu filho não é mais autista. É lógico que uma doença séria como o Autismo deixa suas marcas e meu filho apresenta algumas excentricidades, que têm sido trabalhadas ao longo dos anos com muito sucesso. Bernardo é o retrato de que o tratamento precoce e a inclusão social são fundamentais para a cura (sim, é possível) do Autismo. Meu filho estuda em um dos melhores colégios de Brasília, tira nota altísssimas, principalmente em Biologia, que é sua paixão, faz judô (ganhou duas medalhas de ouro no ano passado), interage normalmente com seus colegas, tem amigos, fala e escreve corretamente, suas redações são lidas em sala de aula e, o mais importante, é um menino integrado à sociedade e feliz, muito feliz. Lançarei em breve um livro que conta a história do Bernardo como um grito de esperança para todos aqueles que se desesperam com o diagnóstico do Autismo!

  2. Maravilhoso, sou mae do Jonas q e Autista tem 13 anos e um menino lindo, E muito feliz porém ainda não se akfabetixou plenamente. FISDURADO em vídeo games, sinto que precisa ser melhor conduzido e vc me inspira com muita esperança.
    Obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s